Reflexões

COISAS QUE APRENDI COM FRIDA KAHLO

Em 2015 fui à exposição da Frida Kahlo, em Sampa, e a visita rendeu reflexões sobre sua motivação quando pintava seus quadros... "Pinto A Mim Mesma Porque Sou Sozinha E Porque Sou O Assunto Que Melhor Conheço."

Confesso que naquele momento surgiu uma crescente empatia pela figura desta mulher que mesmo ao completar 60 anos de sua morte permanece mais vida do que nunca. Se observarmos a arte de Frida, com atenção, talvez possamos justificar tamanho frenesi classificado na época de "Fridamania" facilmente observado na fila que dava voltas no quarteirão da proximidade do Instituto Tomie Ohtake.

Não estou certa se todos conhecem sua história de vida, mas creio que o que a gente enxerga depende muito do repertório que a gente tem, para entender o porquê de uma mulher, com padrões de beleza questionáveis para atualidade estar presente nos camelôs da cidade, nas coleções dos estilistas mais renomados e até capa de revista.

Com base no repertório que me cabe, imagem e vestimenta, percebo que a artista está nas saias longas e floridas, nos acessórios extravagantes, nos bordados, nas cores fortes e vibrantes, nas estamparias, na boca bem marcada e nas caveiras. Mas, como gosto sempre de ir além daquilo que vejo... fui mais fundo para perceber as emoções e sentimentos que ela nos transmite e que vão muito além da moda.

Frida sempre preservou sua individualidade e rejeitou os padrões sociais de beleza. Manteve seu estilo próprio mostrando orgulho de suas origens e inspirou, e ainda inspira mulheres, no mundo todo, a buscarem sua identidade aceitando suas formas, estilos e gostos pessoais. #Autoaceitação

Seguia suas próprias regras tanto na maneira de se vestir, quanto na maneira de agir e nos ensinou que devemos nos preocupar com nossos desejos e sonhos e não com a opinião dos outros.
#Liberdade De Ser E De Vestir Como Somos!

"Dónde No Puedas Amar, No Te Demores."- demorar onde não se pode amar é perder-se de si mesmo é perder a oportunidade de se amar verdadeiramente. Frida transformou seus defeitos em estilo cheio de cores e elementos florais.
#Autoamor! Aceitar Que Não Somos Perfeitas, Focar E Valorizar Aquilo Que Temos De Melhor.

Kahlo também reconheceu a importância de olhar profundamente para si de maneira curiosa em busca de sua originalidade e personalidade. Utilizava suas experiências de vida como principais referências para pintar o que mais conhecia - suas dores e sofrimentos reveladas através de seus auto-retratos. "Sou Minha Própria Musa, O Sujeito Que Conheço Melhor".

Para Frida, a forma de se vestir significava a busca pela sua identidade e também uma forma de expressar sua criatividade de maneira original e autêntica. Suas roupas além de esconder suas fraquezas físicas e emocionais também foram fundamentais na construção de sua personalidade forte e da sua individualidade.
#Amofridakahlo

"Quanto mais a gente se conhece, mais fácil é escolher o que vestir."
Theresa Rachel - Terapeuta de Guarda-roupas
®

Este artigo pode ser copiado, distribuído e citado desde que o nome do autor e o link para este website sejam incluídos. Obrigada! =-))


Comentários