Reflexões

MEU ANTES X DEPOIS (baseado em fatos reais.)

Foi durante um curso de estilo que parei em frente ao meu guarda-roupa e percebi que quase nada do que tinha lá dentro representava quem realmente era...

Neste instante que percebi que passei muito tempo da minha vida fazendo escolhas baseadas no que os outros diriam... E essas escolhas não foram feitas apenas nas roupas que vestia, mas também em outras áreas da minha vida.

As roupas presentes no meu armário foram escolhidas baseadas em referências externas como revistas, novelas, amigas etc... Por esse motivo, vivia insatisfeita e quanto mais eu comprava maior era a sensação de não ter o que vestir.

Meu trabalho - conquistado a duras penas - sempre considerando o fato de que socialmente era importante trabalhar em empresas multinacionais de grande porte, porém, ao final de cada dia estava completamente infeliz e com o sentimento diário de frustração.

Meu casamento não era como tinha sonhado e minha relação comigo mesma também não era das melhores, por isso, não tinha muita vontade de me arrumar.

Foi assim... em uma profunda crise que percebi que não estava me respeitando e não estava sendo honesta comigo mesma, no meu guarda-roupa e em todas as escolhas que tinha feito até aquele momento.

A partir deste instante me dei conta de que tudo estava relacionado... senti a necessidade de me observar e de me conhecer mais, para entender quem realmente era e o porquê de minhas escolhas, não só nas roupas que vestia como na vida pessoal e profissional.

Vivenciei profuuuuundos processos de autoconhecimento, que me proporcionaram um olhar para dentro e que me permitiram identificar minhas preferências e escolhas pessoais. Somente após este período de auto observação as mudanças começaram a acontecer.

As coisas passaram a fazer mais sentido e esta experiência foi muito além do processo de me conhecer mais, mas também conectou quem sou com aquilo que visto.

Conheci uma Theresa Rachel de personalidade forte e criativa, independente e muito determinada. Com estilo clássico, criativo e natural... assim naturalmente as cores e as estampas começaram a surgir no meu armário e cada vez mais me sentia parte de cada uma das peças que descreviam minha personalidade. E assim as roupas passaram a vestir não apenas meu corpo, mas também a minha alma transbordando autoconfiança, segurança e autoestima.

As escolhas das minhas roupas passaram a ser feitas com base nas minhas referências pessoais. Deixei de lado o foco de como os outros se vestiam e me dei conta de que se vestir para atender as expectativas dos outros só me trazia frustração, e aprendi que é impossível agradar os outros sem antes agradar a nos mesmos.

Quanto mais eu gostava de mim, mais eu me respeitava e cada vez mais eu me sentia confiante para ser protagonista não só do meu guarda-roupa, mas também da minha vida.

Mas as mudanças não ficaram apenas no guarda-roupa - a transformação radical veio no corte de cabelo e como dizem: quando uma mulher muda o cabelo significa que muitas outras mudanças estão por vir.

Foi aí que chegou o momento de me despedir do mundo corporativo para dividir os aprendizados adquiridos durante minha trajetória de autoconhecimento - por meio do meu guarda-roupa - e me dedicar a minha missão de transformar a vida de mulheres através da busca de sua identidade ajudando-as a se conhecerem ou se reconhecerem com o que vestem.

Todo este movimento fez parte de uma fascinante trajetória de autoconhecimento, um trabalho interno que demandou, e ainda demanda, muita dedicação e comprometimento. Mas que trouxe autoconfiança, protagonismo e segurança de ser e vestir quem e como sou.

Baseada nesta experiência pessoal surgiu meu trabalho como Terapeuta de Guarda-roupas. E creio que ter vivenciado todo este processo me dá condições de entender as necessidades de outras mulheres, por isso, me baseio mais nos sentimentos, nas histórias de vida do que na moda em si para orientar minhas clientes.

A Terapia de Guarda-roupa tem muito mais a ver com gente do que com moda, porque planta uma sementinha de mudança que se inicia pelo guarda-roupa, mas na verdade é apenas "o ponta pé" inicial de uma transformação no relacionamento com nós mesmos e com o mundo.

Hoje busco incansavelmente me mostrar para o mundo como sou. Não só pela forma como me visto, mas em tudo que vivo e faço. Por isso, o autoconhecimento está sempre tão presente no meu dia a dia.

Ah! Você deve estar se perguntando: E o casamento? Sim! me separei, mas um ano e meio depois me casei com a mesma pessoa e hoje formamos nossa família com nosso filhote Henrique. <3

Dividindo um pouco da minha história espero te mostrar que nossos sentimentos e emoções são exatamente iguais, que você não está sozinha nesta jornada e que se eu pude passar por tantas mudanças, eu não tenho dúvida alguma de que você também pode passar. E diante de tantas transformações aprendi que é preciso ter muita coragem para mudar e absoluta certeza que merecemos ser felizes. =-)

"Quanto mais a gente se conhece, mais fáciléescolher o que vestir."
Theresa Rachel - Terapeuta de Guarda-roupas ®

Este artigo pode ser copiado, distribuído e citado desde que o nome do autor e o link para este website sejam incluídos. Obrigada! =-))


Comentários